Make your own free website on Tripod.com

Horizonte Cristão- Arquivos

Campo Missionário II
Home
Prezados Amigos
Em Destaque
A Bíblia Fala
Estudando a Bíblia
Heróis da Fé
Campo Missionário
E-BOOKs Ripari
Horizonte
Batalha Espiritual
Seitas e Heresias
Aconselhamento Bíblico

Noticias

19/4/2005 - 14:09

Índia

Conversões e perseguição

 

 

 

O número de pessoas que decidem por Cristo na Índia é muito crescente, mas também cresce as manifestações contra os cristãos neste país. Essas ações estão nas escolas, no trabalho, nas ruas numa tentativa de intimidar o crescimento do povo de Deus neste país.
Depois de um recente assassinato de um cristão em Orissa os cristãos começaram a sentir mais forte a vulnerabilidade na qual estão expostos.
Líderes evangélicos nativos afirmam que já receberam diversos telefonemas de extremistas hindus e muçulmanos em tons ameaçadores. Por várias vezes eles foram obrigados a terminarem com os cultos. As reuniões de oração estão cada vez mais sendo feitas em lugares secretos, de difícil acesso para evitar um ataque de extremistas.
Cinco estados da Índia têm leis de anti-conversão: Orissa, Arunachel Pradesh, Chhattisgarh, Madhya Pradesh e Gujarat. Estas leis pretendem acabar com as conversões ao cristianismo através da força bruta ou fazendo exigências inibidoras.
Algumas leis exigem que cada novo convertido coloque seu nome numa lista por 30 dias. Outras proíbem que qualquer ajuntamento religioso, independente de qual religião, seja realizado sem prévia permissão.
Os acusados de quebrarem a lei podem ser condenados a dois anos de prisão ou pagam uma multa pesada.
Curiosamente, grupos hindus e de religião muçulmana parecem isentos destas leis. Tanto é que foram lançadas várias campanhas na tentativa de trazer de volta os que se converteram ao cristianismo.
Apesar das oposições o número de cristãos tem crescido significativamente na Índia, mas ainda é pouco perto dos milhões de habitantes deste populoso país. Ainda há muitas almas carentes de ouvir o evangelho de Cristo. Há muito a ser feito. Portanto, esteja orando para que o trabalho do Senhor possa continuar. Peça que Deus proteja os missionários que estão semeando a Palavra de Deus e que esta semente germine nos corações indianos, dando muitos frutos em nome de Jesus.

8/3/2005 - 10h59

 

 

Perseguição – derrota ou vitória?

 

 

BRASIL (*) - Cada experiência que nos é dada por Deus coloca-nos num caminho da perfeita preparação que somente Ele pode ver. Mas, problemas e perseguição vão ou derrotar-nos ou desenvolver-nos dependendo de como respondemos a cada um deles.

Infelizmente, a maioria de nós falha em perceber como Deus quer usar problemas e perseguições para o bem em nossas vidas. Respondemos de maneira tola e nos ressentimos ao invés de considerar os benefícios que  podem advir dos mesmos.

Uma jovem procurou sua mãe para lhe dizer que as coisas estavam muito duras para ela. Ela não sabia como suportar e queria desistir. Ela estava cansada de lutar pois tão logo um problema era resolvido outro aparecia.

A mãe dela levou-a à cozinha. Lá ele encheu três potes com água. No primeiro, ela colocou cenouras, no segundo colocou ovos e no terceiro colocou folhas de chá. Colocou as três panelas para ferver sem dizer uma palavra à sua filha.

Em cerca de 20 minutos, ela desligou o fogo dos três e “pescou”as cenouras, o ovo e colocando-os em vasilhas diferentes e depois fez o chá e o despejou em outra tigela.

Aí, ela virou-se para sua filha e perguntou: “o que você vê?” “Cenouras, ovos e chá”, a filha respondeu. A mãe a aproximou e pediu-lhe que tateasse as cenouras. Ela o fez e percebeu que estavam macias.

Depois, a mãe pediu que a filha pegasse um ovo e o quebrasse. Depois de tirar a casca ela notou a rigidez do ovo cozido. Finalmente, a mãe deu o chá para a filha provar. A filha sorriu ao inalar o perfume exalado pelo chá.

Aí, a filha perguntou à mãe o que é que aquilo tudo significava. A mãe explicou que cada um daqueles elementos tinha experimentado adversidade – a mesma para os três, água fervente – e que cada um tinha reagido de forma diferente.

Quando entrou na água, a cenoura estava forte e resistente e depois amoleceu e enfraqueceu. O ovo entrou frágil e depois de um tempo seu interior se enrijeceu. As folhas de chá eram diferentes. Depois de ficar um tempo na água fervendo elas tinham transformado a água.

“Qual dos três é você?”, a mãe perguntou à filha. “Quando a adversidade bate à sua porta, você é como a cenoura, como o ovo ou como as folhas de chá?” A mesma pergunta está diante de mim: “qual dos três sou eu?”

Sou como a cenoura que aparenta força mas com dor e adversidade amoleço e torno-me fraco? Sou como o ovo que começa maleável mas muda com o calor? Será que tinha um espírito flexível mas, com a morte de um ente querido, ou a quebra de um relacionamento, ou dificuldades financeiras, ou outra provação qualquer, tornei-me duro por dentro? Minha “casca” pode aparentar continuar a mesma, mas será que por dentro não estou amargurado, endurecido no espírito e no coração?

Ou será que sou como as folhas de chá que, na verdade, mudam a água quente, as próprias circunstâncias que trazem dor? Quando a água esquenta, elas liberam perfume e sabor. Se eu sou como as folhas de chá, quando as coisas estão pior, eu melhoro e mudo a situação a meu redor através de minha semelhança com Cristo.

Que todos nós nos empenhemos em assumir a atitude correta.

Douglas Monaco – Secretário Geral de Portas Abertas

Copyright ©  all rights reserved 

Horizonte Cristão © 2005.