Make your own free website on Tripod.com

Horizonte Cristão- Arquivos

Em Destaque 2
Home
Prezados Amigos
Em Destaque
A Bíblia Fala
Estudando a Bíblia
Heróis da Fé
Campo Missionário
E-BOOKs Ripari
Horizonte
Batalha Espiritual
Seitas e Heresias
Aconselhamento Bíblico

 

Origem do Vaticano e do Papado (2)

 

O PAPA NICOLAU I, anos 858-67, foi o primeiro a usar Coroa! Serviu-se com muito efeito de documentos espúrios que surgiram no ano 857 conhecidos como

"PSEUDAS DECRETAIS DE ISIDORO”.

Essas falsas "decretais" eram pretendido serem dos bispos dos séculos I e II que "exaltavam o poder dos papas!".

Foram invenções corruptas e premeditadas cuja falsidade foi descoberta depois da morte desse papa; ele havia mentido que "tais documentos estiveram por séculos sob a guarda da Igreja”.

AS "PSEUDAS DECRETAIS DE ISIDORO" selaram a pretensão do clero medieval com o sinete da "antiguidade" e o papado que era recente tornou-se coisa "antiga".

Foi o MAIOR EMBUSTE DA HISTORIA, esses falsos documentos fortaleceram os papas e ANTECIPOU EM 5 SÉCULOS o poder temporal deles e serviu de base para as leis canônicas da Igreja Católica.

Esse embuste ajudou o papa Gregório VII, 1073-85, decretar o.

"DIREITO EXCLUSIVO DE GOVERNAR A IGREJA". (Pochet Bíblia Handbook pg. 685).

No ano 1304-5 o Rei Filipe IV, da França enfrentou o papa!

Devido às perseguições religiosas da Igreja e por cobrarem altos impostos dos franceses o Rei mandou um emissário a Roma prender o pontífice e humilhou o papado até o pó! Conduzidos para Avinhão na França, foram tratados como meros Instrumentos da Corte francesa por 70 anos (1305- 77).

Nesse período o Catolicismo teve dois papas; ambos “infalíveis” um em Avinhão na França e outro em Roma proferindo anátemas e maldições um contra o outro!

Falta-nos espaço para citar a famosa "Epístola de Lúcifer” dirigida ao papa em Avinhão (ano 1351).

Com o papa Gregório I X, ano 1377, a Sede da Igreja voltou a ser unificada no Vaticano e no século XV demoliram a IGREJA DO SALVADOR construindo em seu lugar a Basílica de Pedro! Posteriormente os papas envolveram-se em guerras que resultou na prisão do Papa VII no ano 1798 por Napoleão Bonapart.

No ano 1870 0 Papa Pio IX governava Roma com 10 mil soldados franceses quando a França retirou suas tropas Victor Emanuelli invadiu a cidade arrebatando Roma das mãos dos papas. Humilhados perderam Roma e tornaram-se súditos do governo Italiano.

Até 1929 o papado esteve confinado no Vaticano; nesse ano Pio XI e Mussolini assinaram o tratado de Latrão legalizando esse pequeno Estado político-religioso que é controlado pela "Cúria Romana e governado por 18 velhos Cardeais italianos que por sua vez controlam a carreira dos bispos e monsenhores". O papa fica fora dessa pirâmide.

(Estado, 20.03.82).

O PAPADO é uma instituição italiana que surgiu das ruínas do extinto império Romano; sobreviveu fazendo astutas alianças políticas como no caso dos francos e de Carlos Magno, sobreviveu pela fraude como no caso das "Falsas Decretais de Isidoro" sobreviveu servindo-se dos exércitos dos reis subservientes e sobreviveu derramando sangue na inquisição.

Muitos papas foram bons homens.

A Igreja dos primeiros séculos abrigou muitos Santos que, no entanto, viveram fora da influência do Vaticano;

Entendiam que os tais "vigários de Cristo" eram bem menos santos que aparentavam...

Atualmente a "lgreja" está envolvida na "Opção pelos pobres" procurando distribuir a riqueza dos outros sem tocar nas suas...

Com essa opção procuram atrair as massas que perderam.

O mesmo desespero sofre na Itália "onde apenas 25% dos católicos são praticantes comparando-se com 41% em 1968". (Estado 07.04.88).

Se os papas não conseguem manter a fé Católica na Itália, Sede da Igreja e berço do papado como esperam realizar isso viajando por outros países?

Distanciam-se de Cristo, eriçando as classes sociais umas contra as outras e deixam ver que substituíram a mensagem eterna pelas temporais. 

 

Rendas do Vaticano e das igrejas 

 

SEM UM SUSTENTO legítimo por estarem desacreditados, os papas e a Igreja sancionaram o blefe canalizando para seus cofres quantias fabulosas negociando Cardinalatos e cargos eclesiásticos, posições que valiam fortunas.

Cobravam para "Canonizar um santo" naqueles tempos 23 mil ducados; hoje esse ato custa milhões!

Vendem relíquias e "pedacinhos da Cruz de Cristo" negociam o perdão de pecados mediante indulgências e amedrontam os fiéis com o fogo do Purgatório que criaram prometendo com "missas" pagas, aliviar essa situação!

Desconhecendo a Bíblia e o amor de Deus, milhões acabam aceitando esses expedientes matreiros do Catolicismo romano.

O papa João XXIII, ano 1410, cobrava imposto dos prostíbulos contabilizando-os no "orçamento do Vaticano". (Não confundir esse papa com o João XXIII mais recente).

O DOMINICANO João Tétzel tornou-se famoso vendendo documentos de indulgências da “Igreja”. Negociava uma que "dava o direito antecipado de pecar!”.

Esse Dominicano vendia uma outra por alto preço que garantia:

"AINDA QUE TENHAS VIOLADO MARIA, Mãe DE DEUS, DESCERAS PARA CASA PERDOADO E CERTO DO PARAISO!”.

Os papas assinavam esses documentos valorizando-os...

O PAPA Leão X, ano 1518 continuou com o blefe;

Necessitando restaurar a Igreja de S.Pedro que rachava usou cofres com dizeres absurdos tais como: "AO SOM DE CADA MOEDA QUE CAI NESTE COFRE UMA ALMA DESPREGA DO PURGATÓRIO E VOA PARA O PARAISO”

(Hist. da Literatura Ing. por Tayne. Voi. II pg. 35).

O Vaticano é a Corte mais suntuosa da Europa; já não se preocupa com migalhas, aplicam os proventos desse comércio espiritual de tal forma que possuem terras e fazendas, bancos próprios e edifícios. Presentemente católicos americanos estão exigindo do Vaticano, relatórios e balanços financeiros. (Ver Estado 28.06.85).

O PURGATÓRIO é O NERVO EXPOSTO DA IGREJA, não quer que toque!

O escritor Cesare Cantú registrou que o purgatório é a "galinha dos ovos de ouro da Igreja!”, e o ex-padre Dr. Humberto Rodhen disse que com esse e outros expedientes a Igreja Católica recolhe por dia em todo o mundo 500 milhões de dólares!

Nos primeiros séculos da era Cristã ninguém ia para o "purgatório" porque não existia, foi criado por um decreto papal.

Nos países protestantes e nas outras Igrejas Cristãs não há esse perigo, criaram-no só para almas católicas!

Esse lugar de tormento tornou-se comércio espiritual a partir do ano 1476 com o Papa Sixto IV;

O Catolicismo é a única instituição que "negocia com as almas dos homens" (Apoc. 18:13).

Com esse dogma a Igreja peca duas vezes e cria problemas de consciência para os padres: Primeiro por oficializar uma inverdade, segundo por receber dinheiro em nome dessa inverdade.

NUNCA INFORMAM quando as almas deixam esse lugar de tormento; celebram missas indefinidamente por uma pessoa falecida sempre que haja um simplório para pagar!

Não há textos bíblicos de apoio à existência desse lugar de tormento a não ser uma referência no livro apócrifo de Macabeus, sem valor.

O CONFESSIONÁRIO cujo interrogatório "devassa os lares" serve para vários fins, em Portugal e na Espanha usavam-no com eficiência para descobrirem e informarem as autoridades o pensamento político dos generais confessando suas esposas!

Nessas "confissões" conseguem legados e doações de beatos e viúvas chorosas que buscando "absolvição" podem ser aliciados entregando terras e propriedades;

“A Igreja no Brasil tem um vultoso patrimônio imobiliário" (Estado 25.02.80).

S. Bernardo, doutor da Igreja e canonizado, dizia: "O Clero se diz pastores, mas o que são é roubadores, não satisfeitos com a lã das ovelhas bebem seu sangue!”.

(Roma, a Igreja  e o Anti-Cristo g.178). . 

 

INFLUÊNCIA DO ESTADO DO VATICANO 

 

A influência do Estado no Vaticano e dos papas vem diminuindo sensivelmente, surgiram como poder mundial do século VI atingindo o ápice no século XIII, passando a declinar até nossos dias.

Com um passado pouco honroso; com seus dogmas questionados pela Cristandade, instituidores do Celibato e com fortes pretensões políticas O Vaticano e a Igreja vem perdendo influência como instituição Cristã.

AS BULAS E ENCÍCLICAS dos papas não são levadas a sério e quando mencionadas não surtem efeito.

Essa perda de influência sucede por fora e por dentro:

O Geral dos Minoristas, João Del Parma. Canonizado, registrou Que “A Cúria Romana está entregue a charlatanearia, ao embuste e ao engano sem dar atenção a almas que se perdem!" (Salimbene. Vita Del Parma, pág. 169).

VAZIOS ESPIRITUALMENTE, o Clero recorre ao artificialismo para conservar o povo ao seu redor. Tudo no Catolicismo é muito colorido, se o papa celebrasse as cerimônias civilmente trajadas como os pastores de outras Igrejas Cristãs reduziriam em 70% os curiosos; por essa razão a indumentária deles é de espantar!

Conforme o cerimonial o Papa apresenta-se com o Báculo, a Mitra. A Casula, a Meseta, a Estola, a Batina, o Manto, o Pálio. A sobrepaliz, a Roqueta, a Faixa, o Solidéu, o Escapulário, a Coroa, a Tiara, as Luvas de seda e os Sapatos de Pelica Vermelho, tudo muito atraente e colorido!

O PAPA JOÃO PAULO II acrescentou mais uma peça na sua indumentária: "COLETE A PROVA DE BALA!”.

Comprou dois deles na firma Armoured Body nos Estados Unidos!

(Jornal de Milão II Giórnio)

GRANDES HOMENS, como Petrarca, Gambetta. Roosevelt, Dante, Vitor Hugo, Guerra Junqueira, verberaram o Catolicismo!

Destacamos Getúlio Vargas que lamentava as massas enganadas pelas imagens milagreiras da Igreja, Rui Barbosa grandes tribuno brasileiro Que se pronunciou contra a.

“Romanização do Cristianismo" e D. Pedro II que acusou o Vaticano de "provocar discórdias entre o povo brasileiro"

Na ocasião foi preso o bispo D. Vital-(Ver Faria Lima V 01.3 p.344 e O País, Rio, 29.08.25).

O JORNAL FORT WORTH STAR-TELEGRAM escreveu recentemente Que "o Brasil não é o maior país Católico do mundo, mas, sim o maior país espiritista".

Diz que a Umbanda, os terreiros trazidos da África e o Catolicismo trazido pelos Colonos portugueses formaram um sincretismo religioso que negocia estatuetas católicas e ídolos africanos junto com ervas milagrosas, poções de amor. Dentes de jacaré, asa de morcego e pó de baratas... (Ed. de 15.02. 83)

"A MAIORIA CATÓLICA" mencionada pelo clero para humilhar as outras Igrejas Cristãs encontra-se na verdade nos países mal alfabetizados e menos desenvolvidos, essas nações devem cobrar a situação em que se encontram do Catolicismo que abraçaram.

Por séculos a Igreja não alfabetizou para melhor explorar as massas com crendices, impediram povos de examinar a Bíblia, fonte de progresso e liberdade;

Quando o Clero menciona "religiões minoritárias" esquece milhões de Cristãos não católicos exterminados pelos papas retardando sua multiplicação!

HÁ DUAS CIVILIZAÇÕES BEM DEFINIDAS, a Civilização chamada protestante, equilibrada financeiramente com governos estáveis, alfabetizadas e desenvolvida representada pela Alemanha, Escandinávia, Inglaterra. Escócia, Austrália, Canadá, Suíça, Estados Unidos e outras todas de maior ou grande densidade protestante.

A outra civilização, a Católica Romana.

É semi-alfabetizada. Com governos instáveis, orientadas pelo Vaticano, que exportam crendices e supertições. Essa civilização é representada pela América Latina e Central, Espanha, Portugal e a Itália onde floresce o maior partido comunista fora da Rússia.

F. NITTI escreveu que "nenhuma nação protestante até hoje foi tragada pelo comunismo enquanto as nações Católicas são vulneráveis aos totalitarismos”

(Ver Estado de 02/03/30). 

Pág 3

Enter supporting content here