Make your own free website on Tripod.com

Horizonte Cristão- Arquivos

Em Destaque 4
Home
Prezados Amigos
Em Destaque
A Bíblia Fala
Estudando a Bíblia
Heróis da Fé
Campo Missionário
E-BOOKs Ripari
Horizonte
Batalha Espiritual
Seitas e Heresias
Aconselhamento Bíblico

O VATICANO E O PEDESTAL DE MARIA (1)

 

PAPA JOÃO PAULO II

 

NO ESCUDO DO PAPA JOÃO PAULO II, com referência à Maria, mãe de Jesus, está escrito TOTUS TUUS (Todo Teu) esse papa diz que Maria é Co Redentora.

Gradativamente o Clero vem destronando Deus e Cristo do coração dos católicos substituindo-os pela devoção a imagens e pelo culto à Maria.

Ignoram o profeta Isaias que disse: "Deus não reparte Sua Glória com as imagens de escultura e Paulo, o apóstolo que se referindo a idolatria lamentava dizendo: Honraram e serviram mais a criatura que ao Criador!" (Is. 42:8, Rom. 1 :25).

NA ETERNIDADE, segundo Cristo, "Não se casa nem se dá em casamento" portanto não haverá sexo, ninguém nasce porque ninguém morre.

"A carne e 0 sangue não herdarão O Reino dos Céus, todos serão como anjos de Deus".

( Mat. 22.30 e I Cor. 11 :50).

Sendo assim com que propósito o Catolicismo ludibria o povo alimentando a idéia de Maria como mulher estar no céu com prerrogativas especiais?

A maioria dos dogmas da Igreja são indigestos por serem antibíblicos; levaram séculos para serem assimilados.

O CULTO À MARIA FOI INTRODUZIDO LENTAMENTE, veja os lances:
1- No Concilio de Éfeso, ano 431, declararam Maria como, "A mãe de Deus”.

Na verdade ela foi mãe do corpo físico de Cristo, Deus não tem mãe.

2- No Concilio de Latrão, ano 649, "decidiram" que Maria não teve outros filhos!

O NOVO TESTAMENTO, no entanto registrou que "José não coabitou com sua mulher
Maria, somente ATÉ nascer Jesus", A Bíblia diz que Maria "deu a Luz seu filho PRIMOGENITO, se foi o primeiro é porque vieram outros!”.

Com 12 anos de idade Jesus ausentou-se, achando-o, disse ela: "EU E TEU PAI TE PROCURAMOS”.Procuraram-se juntos é porque conviviam, e Jesus tinha 12 anos de
idade! (Mat. 1:25, Luc. 2:7 e 2:4).

Nos registros dos primeiros Cristãos e na Bíblia encontramos que Maria teve filhos e filhas.
(Marc. 3:32).

Afinal, ter filhos não é desonroso, o que desmerece e muito é a condição de celibatário.
3- No Concilio de Nicéia, ano 787, instituíram o culto à mãe de Cristo (hiperdúlia).

O papa foi hábil nessa decisão, pediu a uma mulher, a Princesa Irene, que presidisse o Concilio; sensibilizados, os bispos aprovaram a "nova devoção", sancionada pelo Papa ADRIANO I. Essa devoção é ilusória, Maria não toma conhecimento desse culto à sua pessoa, foi humana e não possuem os atributos da Onisciência e Onipresença, próprias de Deus.

4- O Dogma da Imaculada Conceição foi proclamado pelo papa Pio IX, sem consultar
nenhum Concílio, 1854.

Pio IX, chamava-se Giovani Maria Mastai Ferreti, era um italiano de "porte esbelto, compleição mórbida de fundo epilético, escassa teologia e poucas letras, era rígido e autoritário, seu reinado assinalou a data fatal da suprema decadência" (Ap. Michaud). .

O escritor católico M. L'Abbé E. Michaud escreveu que o dogma da Imaculada foi instituído para "agradar o piedoso sexo e desenvolver a imaginação doentia das mulheres".
(Ver Ap. Michaud, pág. 6 e 7).

5- Cem anos depois de instituírem a Imaculada Conceição, a velha Igreja Católica escorrega de novo, deixando a Cristandade perplexa!

 

PAPA PIO XII

 

Baseando-se numa lenda de 15 séculos, Pio XII, 1950, proclama a "Assunção de Maria!".

Cogitam aumentar o peso da sua coroa proclamando-a "Rainha dos Céus, Mãe de todas as Graças" e outros exageros que se estivesse entre nós, recusaria.

A MAE DE JESUS é invocada pela Igreja como Nossa Senhora do Bom Parto, das Dôres, da Agonia etc. Mas a menção mais insensata e irreverente à Maria encontra nas palavras do PADRE ANTONIO VIEIRA (Vol. 10 pág. 198) onde esse padre compara o "Ventre virginal de Maria com a letra O!" Essa expressão injuriosa deu origem a Nossa Senhora do O, adorada em todo O Brasil.

Muito mais estranha é a doutrina dos jesuítas no “ELUCIDARIUM DE PÔSA” onde descrevem Maria concorrendo como homem e mulher para produzir o corpo de Cristo! (secundam, generalem naturae tenorem ex-parte maris et ex-parte feminae).

(Os Jesuítas, ano IV, n9 1 pá, 5. Rio de Janeiro.).

 

O VATICANO E O PEDESTAL DE MARIA (II)

 

QUANDO A IMAGEM DE MARIA foi introduzida na Igreja Católica, ano 450, o Clero acalmava os cristãos explicando que a "imagem servia para contrabalançar" com as formosas deusas pagãs que desfilavam em Roma "inferiorizando o Cristianismo”.

Mais tarde verificou-se que os padres incentivaram a devoção à Maria para sensibilizar e atrair as mulheres que mobilizam pessoas e famílias para as "festas dos santos e padroeiros".

Os jesuítas dizem que “A mulher é um grande instrumento!”. É a chave com a qual se entra nas famílias, com elas se consegue grandes séqüitos, as festas se tornam pomposas e ajudam a Igreja a manejar as plebes.

Se os padres não ensinarem essa devoção ao povo simples, a Igreja vem abaixo, o clero perde O prestígio junto às mulheres e grande parte dos lucros que usufruem, (Ver Borba rainha. I Liceu de Braga, Portugal).

A caducidade da Igreja pode aumentar, já há entre eles quem deseje uma posição de Maria
na Santíssima Trindade. - Abyssus. Abyssum invocat!

PARA INCENTIVAR essa devoção os Dominicanos criaram a "Salve Rainha" no ano 1221 e o jesuíta João Leunis instituiu a "Congregação Mariana" em 1563.

O papa em 5 de março de 1967, na capela Sixtina revelou ignorância ou má fé proclamando "Vamos à Maria, através dela chegaremos a Cristo".

A Bíblia nunca se referiu à Maria como Mediadora.

O Bispo Strossmayer acusou o papa Pio IX de transformar Maria numa deusa!

Já está surgindo entre os padres Paulinos e Redentoristas os que questionam o Culto à Maria e suas "enganosas aparições". (Veja reportagem Estado 07.09.85).

A REZA AVE MARIA vem do ano 1317, foi escrita e difundida pelo papa João XXII anos
1316-34, A palavra AVE era saudação dos romanos ao seu imperador; o anjo saudou Maria
dizendo SALVE! (Luc.l: 28).

 

PAPA JOÃO XXII

 

O papa João XX II nessa reza misturou textos bíblicos com idéias espíritas, a expressão
 “Rogai por nós agora e na hora de nossa morte" não é bíblica, os Cristãos jamais apelaram
aos mortos mesmo que tenham sido santos.

Essa frase foi introduzida na reza Ave Maria maliciosamente, pois sugere Maria como
Mediadora contrariando as Escrituras Sagradas que dizem: "Só há um Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo". (I Tim. 2 :5).

REZAR É REPETIR frases decoradas usando o rosário como instrumento de repetição;

Jesus ensinou ORAÇÕES e disse: “Ao orar não useis de vãs repetições, não é por muito falar que se é ouvido". (Mat. 6:7).

O NOME DA MÃE DE JESUS é usado no Catolicismo com várias finalidades;

na cidade de Aparecida do Norte, Estado de São Paulo, usam-no para atrair romeiros, pessoas simples e incrédulas das quais a Igreja recolhe proventos usando vários artifícios.

A "capital espiritual" do Brasil começou assim:

No ano 1717 os pescadores João Alves, Domingos Garcia e Felipe Pedrosa recolheram numa rede no Rio Paraíba uma imagem de 30 centímetros e consultando o padre fizeram-Ihe uma capela.

Por várias noites a "IMAGEM FUGIA E ERA ENCONTRADA NO MORRO DOS COQUEIROS", o padre José Alves, um espertalhão que tudo planejava, dizia na Missa, que "a santinha desejava uma Igreja no morro!”. O bispo desobedeceu à imagem "fujona" e fez a Igreja onde se encontra. (Ex-padre Dr. Aníbal Reis).

A "FUNDAÇÃO APARECIDA" faz na cidade um grande negócio. Possui 1 hotel,4 restaurantes, 80 lojas, uma fábrica de velas e uma estação de rádio! Esse complexo rendia em 1980, 600 milhões de cruzeiros, ou seja, quatro vezes o orçamento do município!

O PREFEITO está dizendo que os padres organizaram um comércio eficiente ao redor do
templo, que rouba a freguesia do comércio da cidade. (Estado março/88). .

O Clero não crê nos "milagres" em torno da Imagem de Aparecida e previne que “A Igreja de modo nenhum pretende fazer de Relatos matéria de fé". (Pergunte e Responderemos, ano 63, nº 71).

A ÚNICA RAZÃO PRÁTICA daquele enorme templo em Aparecida é recolher dinheiro enquanto o povo "CURTE" a crendice;

não traz nenhum benefício espiritual aos romeiros, pelo contrário, rouba o Culto que devem a Deus.

 

PETROS, PETRA, KEPHAS E AS CHAVES DO CÉU.

 

Na suposição de que Cristo edificou Sua Igreja sobre Pedro, os Papas trataram de estabelecer uma linha de sucessão com esse apóstolo.

Para isso embaralharam as palavrinhas gregas "petros e petra" encontradas em (Mat. 16:18) e trapacearam com uma exegese tendenciosa confundindo a Cristandade uma vez que PETROS quer dizer seixo, pedrinha, e PETRA significam rocha que no texto e nos contextos é Cristo sobre o qual foi edificada a Igreja. Cristo disse ao apóstolo "Tu és Petros, sobre esta PETRA edificarei minha Igreja”.

Equivocaram-se com essa "sucessão" nenhum autor grego jamais empregou a palavra "petros" no sentido de "petra". (citado por H. Lidell, Grek English. Lexicon in loco).

Santo Agostinho, bispo de Hipona, também ensinava que a.

"pedra em Mat. 16:18 é Cristo".

Pedro era. Conhecido como Simão Petros e não Simão Petra ; foi pastor de ovelhas e não pastor de pastores.

Jesus falava o ARAMAICO, I íngua popular e certamente o grego usado nas grandes cidades por essa razão o Catolicismo quando se vê em dificuldades "escapa" dizendo que Mateus 16:18 foi proferido em aramaico; Mas esse salto não os favorece.

Imaginemos que o Mestre, no hipotético texto em aramaico tivesse dito: "Tu és KEPHAS
e sobre esta KEPHAS edificarei minha igreja", então teríamos problemas em João 1:42 onde a primeira expressão KEPHAS significa Pedro e não Petra.

Torna-se difícil como quer a Igreja colocar Pedro na cadeira de Cristo.

Se houvesse realmente dúvidas, que exigisse definição, sobre em quem a Igreja foi edificada, todos os cristãos escolheriam o nome de Cristo! É mais coerente mais razoável e mais seguro.
Pedro não comportaria tanta magnitude.

Paulo escreveu à Igreja de Corinto que, Cristo é o alicerce da Igreja, e advertiu que ". NINGUÉ PODE LANÇAR OUTRO FUNDAMENTO" (I Cor. 3:11).

Fundamento se coloca uma vez só; se Pedro fosse o alicerce da Igreja, como explicar a sucessão, pois não se põe fundamento em cima de fundamento.

Esse apóstolo corrige o Catolicismo em sua carta, indicando Cristo como a pedra principal
 “eleita e preciosa" sobre em quem a Igreja foi edificada. (I Pe. 2: 4-9).

Se a Igreja Católica deseja encontrar o Sucessor de Cristo, basta folhear o Novo Testamento no Evangelho de João onde diz: " Eu rogarei ao Pai e Ele vos dará outro Consolador, o Espírito Santo, que ficará convosco para sempre".

Qualquer outro "sucessor" é suspeito.

AS CHAVES DO REINO DOS CÉUS. (Mateus 16:19)

A Igreja sempre tropeçou nas palavras figuradas do Novo Testamento.

Desta vez as tomou ao pé da letra e gravou duas grandes chaves no Escudo do Vaticano!

Qualquer estudante da Bíblia deduz que as chaves que Cristo deu a Pedro, aos demais apóstolos e a Igreja são a MENSAGEM DOS EVANGELHOS que abre as portas da graça de Deus concedendo Salvação aos que crêem.

Jesus dizia: "Eu sou a porta”. As chaves por Ele referidas sãos símbolos da capacidade de
abrir e explicar as verdades do Evangelho. Pedro usou essas chaves pregando primeiro aos judeus e depois aos gentios (Atos 2 e 15: 7-14).

A Igreja e os demais apóstolos receberam igualmente essa Chave que é a MENSAGEM (João 20:23, Mat, 18: 16.18).

Se a Igreja Católica supõe uma chave material pode esquecê-la porque “As portas dos céus
não se fecham nem de dia nem de noite" (Isaias 60:11).

Se em alguma circunstância for necessário movimentar essas portas as chaves estão com
Cristo que "Abre e ninguém fecha, fecha e ninguém abre". (Apoc. 3:7).

Como a maioria dos católicos não leva a sério os dogmas da Igreja, fazem chacota de tudo.
Apresentam Pedro com duas grandes chaves, é o porteiro do Céu, e controla as chuvas...
Santo Antônio ajuda a conseguir noivados e casamentos, enquanto Santo Onofre é reverenciado pelos alcoólatras e assim por diante...

Todas essas baboseiras romanistas rebaixam o Cristianismo.

 

ORIGEM E JURAMENTO DOS JESUITAS

 

NO ANO 1534 SURGIU NO CENARIO DA IGREJA uma Ordem sinistra que escreveu a página mais negra e horrenda do Catolicismo Romano.

Foi criada pelo espanhol Inígo Lopes de Recalde, fora pajem na Corte espanhola e depois militar;

na batalha de Pamplona Inígo foi ferido duas vezes perdendo a aparência física.

Por essa razão esteve isolado no Castelo de seu pai em Guipúscoa onde foi instruído pelo
clero.

Realizava práticas disciplinando-se 3 vezes ao dia com uma cadeia de ferro no pescoço, sofria alucinações e caía no chão; "com a boca cheia de terra, o corpo escorrendo água parecia ter enlouquecido e tentou o suicídio". (Hist. Univ. Cesare Cantú V 01. 13, pág. 417).

Nessa situação desesperadora encontrou uma vidente a Beata chamada Manresa, cobrou
ânimo e partiu com ela para Barcelona; a seguir adotou o pseudônimo de Inácio de Loyóla,
por ser nascido no Castelo de Loyóla, fundou a "ORDEM DOS JESUITAS" e foi canonizado pelo Papa Gregório XV, ano 1621.

Essa Ordem perversa ativou a Inquisição.

As regras dessa ORDEM são funestas e reduzem a trapos a moral com as seguintes máximas. O PROBALISMO, A RESTRIÇÃO MENTAL e o FIM JUSTIFICAM OS MEIOS. Prescrevem regras de espionagem, inclusive entre si, que destroem as nobres faculdades da natureza humana, (manifestare cese invincem Quaecunaque per quanvis manifestentur). Encic.Britânica. V 01. 13 pág. 651.

Os bons dicionários classificam os jesuítas de "astuciosos e hipócritas" o papa Benedito

XIV os denunciou como "réprobos, capciosos, contumazes e desobedientes". .

 

PAPA BENEDITO XIV

 

O papa atual João Paulo II discursando na Holanda afirmou que os "Jesuítas estão desviados". (Folha 10.06.86).

A França os expulsou no ano 1549 e também em 1880, a Antuérpia em 1578;

da Holanda foram expulsos no ano 1816; Veneza os baniu em 1606; a Boêmia livrou-se deles em 1618;
foram expulsos da Rússia em 1820; Portugal também os expulsou no ano 1759; a Suíça em
1847 e o Brasil em 1760. (Ver "Jesuítas" na Enc. Britânica).

PAPA CLEMENTE XIV

 

O PAPA CLEMENTE XIV em 21 de Julho de 1773 aboliu a “Ordem de Jesuítas” devidos "suas intrigas políticas" mas o papa Pio VII, ano 1814, restaurou-os, se dizem "Defensores
do papa e braço direito da Igreja". Consideram-se acima dos bispos por possuírem bulas que os isenta de suas jurisdições.

São orientados por uma eminência quase-papa conhecido como papa-negro cujas relações
com o Vaticano não são claras.

O JU RAMENTO DOS JESUITAS encontra-se no livro "Congregacional de Relatórios",
página 3.362, em resumo diz: "PROMETO NA PRESENÇA DE DEUS e da Virgem Maria e de ti meu pai espiritual, superior da Ordem Geral dos jesuítas... e pelas entranhas da Santíssima Virgem defender a doutrina contra os usurpadores protestantes, liberais e maçons sem hesitar". .

"Prometo e declaro que farei e ensinarei a guerra lenta e secreta contra os hereges... tudo farei para extirpá-los da face da terra, não pouparei idade, nem sexo, nem cor... farei arruinar, extirpar, estrangular e queimar vivo esses hereges. F AR E I ARRANCAR seus estômagos e o ventre de suas mulheres e esmagarei a cabeça de suas crianças contra a parede a fim de extirpar a raça".

“QUANDO NÃO PUDER FAZER ISSO PUBLICAMENTE usarei secretamente o veneno na chávena de chá, a corda de estrangular, o laço, o punhal e a bala de chumbo”.

COM ESTE PUNHAL molhado no meu sangue farei minha rubrica como testemunho!
Se eu for falso ou perjuro, podem meus irmãos os Soldados do Papa cortar mãos e pés, e
minha garganta de orelha a orelha; minha barriga seja aberta e queimada com enxofre e que minha alma seja torturada pelos demônios para sempre no Inferno!”(o texto foi transcrito em parte)”.

COM TANTOS CRIMES, fraudes e enganos a condenação da Igreja Católica será certa no juízo de Deus. A única opção é ouvir o apóstolo João que se referindo a esse sistema religioso clamou:
 “Sai dela povo meu para que não sejas participante de seus pecados e para que não incorras nas suas pragas!” (Apoc. 18:4)

Enter content here

Enter supporting content here